Panetone de cranberries secas, pistache e chocolate

Lateral do panetone visto de cima

Panetone visto de cima

Estamos a pouquíssimos dias do Natal e trago uma receita clássica para essa época do ano, um panetone. Eu sou louca por panetone e por isso foi a receita natalina escolhida. O pessoal que acompanha o Entre Panelas no Facebook já ficou sabendo enquanto eu o preparava que se desse certo a receita viria para o Entre Panelas. E  aqui está.

Por que fazer panetone em casa?

Aqui na Holanda ele não é simples de se encontrar como no Brasil. Tem, mas em geral ou é muito caro ou não é muito bom. Além do quê os industrializados vêm carregados de conservantes e essência de panetone que embora eu goste, me é bastante indigesta. Com tudo isso, nada melhor que colocar as mãos à massa e fazer um panetone caseiro, onde você sabe exatamente o que vai nele e pode usar ingredientes de qualidade e obter um produto superior aos industrializados em qualidade e sabor.

Qual receita escolhi?

Há muitas receitas, e a escolhida foi uma do Technicolor Kitchen, blog que gosto muito e que já apareceu por aqui nos potinhos de limão siciliano e no delicioso bolo de banana com farofa doce de cobertura. Tudo o que já preparei de lá deu certo e isso me dava mais segurança ao selecionar a receita.

Além da praticidade, a Patricia do TK me convenceu a fazer panetone em casa com a idéia de prepará-lo numa forma convencional de bolo, porque nunca vi para vender aqui aquelas formas de papel para assá-lo. Aliás, se alguém souber da existência dessas formas na Holanda, agradeço a indicação.

Panetone cortado

Diante de uma receita simples de preparar, com uma combinação de ingredientes diferente como cranberries, pistache e chocolate, e a proposta de assá-lo numa forma de bolo, fui pra cozinha tirar o pó da minha Kitchen Aid e usá-la pela primeira vez após o nascimento da Alice. Desde a vinda da bebê, minha batedeira estava lá quietinha no canto da bancada da cozinha. Nada melhor que um panetone pra colocá-la em ação. Mas, apesar de eu ter usado a batedeira, esse panetone pode ser feito a mão, o que descrevi no modo de preparo.

[Read more...]

Bolo de banana com farofa doce de cobertura (streusel)

Pedaço de bolo de banana com farofa doce de cobertura

Pedaço de bolo de banana com farofa doce de cobertura

Apesar do último artigo aqui no Entre Panelas ter sido um bolo de cenoura com banana e nozes, escolhi trazer hoje mais uma receita de bolo e de banana. Esse bolo é tão saboroso que não resisti em compartilhá-lo aqui o quanto antes.

A receita é do Technicolor Kitchen da Patrícia Scarpin, excelente blog que já apareceu por aqui em outras receitas, como os potinhos de limão siciliano, e que recomendo muito. O que eu preparo de lá é sempre sucesso aqui em casa.

O bolo é um bolo úmido com sabor de banana presente na medida certa. A farofa doce que vai na cobertura harmoniza em textura e sabor com o bolo.

Algumas adaptações à receita original

A receita original leva açúcar mascavo claro na farofa de cobertura e eu substituí por um açúcar de cana que encontrei aqui que tem um gostinho de melado acentuado e combinou muito bem no bolo. Mas açúcar mascavo ou demerara também devem combinar muito bem.

Na massa do bolo eu substituí a farinha branca por uma farinha 70% integral e usei açúcar demerara de cana. A quantidade de bananas que usei para dar a medida em xícaras foram 2 e meia e meu tempo de forno foi maior, meu bolo assou em 55 minutos. Usei um pirex de vidro para assá-lo e isso em conjunto com o meu tipo de forno (convecção) foi o que provavelmente alterou o tempo de forno. Aliás, tempo de forno é sempre algo a se tomar cuidado, pois o tipo de forno, a regulagem do seu forno, podem fazer muita diferença. É importante sempre monitorar e checar o bolo sendo flexível quanto a esses valores. Cada forno é único, o tempo é ótimo pra dar uma noção, mas não devemos nos prender radicalmente a ele.

Pedaço de bolo de banana com cafe

Dicas de outras receitas com banana

Aqui no Entre Panelas tenho algumas receitas com banana publicadas. Essa torta de banana é uma receita da minha família que me acompanha desde a infância. É uma delícia e sucesso absoluto aqui no blog:

Torta de banana - Banana pie

Deixo a dica também de um doce de banana extremamente simples pra você preparar quando da aquela vontade de um docinho ou quando aquela banana já tá passando do ponto e você quer preparar algo asap:

Doce de Banana

Abaixo, a receita de hoje, o bolo de banana com farofa doce de cobertura.

Perfeito acompanhado de um cafezinho. :)

E pra quem chegou até aqui, bonus com update da gravidez: Está tudo correndo bem, estou na reta final, me sentindo muito bem e babyduc pode vir a qualquer momento. :)

Blondie de blueberry

Zemanta Related Posts Thumbnail

Blondie de blueberry (mirtilo)

O blondie é uma variação do brownie feita sem chocolate e com açúcar mascavo. Nunca fiz um brownie, mas posso dizer que achei o blondie muito simples e rápido de preparar. E delicioso. O açúcar mascavo dá uma cor e sabor excelentes ao bolo.

Como eu descobri o blondie?

Minha história começou quando eu precisava usar uma caixinha de blueberries que tinha na geladeria e, pesquisando por receitas que levassem essas frutinhas, me animei quando encontrei o Blondie de Blueberry do Chocolatria, da Simone Izumi, que é profissional da cozinha e prepara uma receita mais tentadora que a outra.

Eu adoro muffins de blueberry, é o meu preferido, mas desta vez eu queria algo diferente e que fosse simples nos ingredientes e preparo. Encontrei esse blondie que se encaixava exatamente no que eu procurava.

Do butterscotch às blueberries (mirtilo)

A versão original dele é do Simple Recipes, outro exclente blog, e é feito com gotas de butterscotch [1]. A Simone trocou os butterscotch por blueberries e achei que ficou perfeito. A massa dele é bem doce e o azedinho das blueberries equilibram e contrastam perfeitamente bem. Eu imagino que com o butterschotch ficariam doces demais.

Ideal com um café

Concordo integralmente com a Simone quando ela diz que eles vão muito bem com um café. É mesmo um ótimo acompanhamento.

E você? Que tipo de doce gosta de acompanhar com café?

A receita que publico aqui é praticamente a mesma do Chocolatria. Apenas organizei o modo de preparo em tópicos e coloquei um comentário (em itálico e azul).

Sugestões

Uma outra receita que acho que vai muito bem também acompanhada com café é o bolo de cenoura com calda de chocolate:

Bolo de cenoura

E mais uma sugestão com blueberry, muffins de blueberry:

Muffins de Blueberry

Referências:

  1. Butterscotch (em inglês):  http://en.wikipedia.org/wiki/Butterscotch
  2. Butterscotch chips e dicas de substituição (em inglês): http://www.gourmetsleuth.com/Dictionary/B/Butterscotch-Chips-4984.aspx

Pepernoten – Mini cookie holandês

Print

Pepernoten - Mini cookie holandês

Tenho a sensação que Dezembro é o mês que passa mais rápido no ano. Tivemos o Sinterklaas, o Natal e já estamos quase em 2010. Selecionei uma receita especial e muito típica aqui na Holanda das festas do Sinterklaas, os pepernoten, ou kruidnoten. Eles são cookies feitos com especiarias, então acho que vão muito bem com a época de festas natalinas e de ano novo. Existe uma comida muito típica de Ano Novo por aqui, que são as oliebollen. Quando eu as preparar em casa, publico por aqui. Por enquanto só provei as que são vendidas nas barraquinhas pelas ruas da Holanda. São uma delícia quando recém-fritas, quentinhas. Lembram o nosso bolinho de chuva.

Voltando aos pepernoten, ainda não sei exatamente a diferença entre peper e kruidnoten. A combinação de especiarias parece ser ligeiramente diferente entre os dois tipos e há os que gostem de um e não do outro. Segundo a wikipedia, os pepernoten levariam farinha de centeio na massa, mas não encontrei nenhuma receita com ela. Perguntei pra alguns colegas holandeses e eles me falaram que atualmente o mais comum encontrado nos supermercados é o kruidnoten, embora os pepernoten também possam ser comprados. Os pepernoten eram mais comum no passado. Mas, ainda há muita confusão, os nomes se misturam entre as receitas e os próprios holandeses as vezes chamam kruidnoten de pepernoten.

Os pepernoten, este é o nome que estou adotando, são mini cookies de especiarias típicos da celebração do Sinterklaas, o papai-noel. O seu dia é celebrado aqui na Holanda em 05 de dezembro e por aqui ele é muito mais popular que o Natal. Nos últimos tempos o Natal vem se popularizando com a influência da cultura norte-americana, mas ainda está longe do Sinterklaas. Se quiser saber mais sobre essa importante festa holandesa leia o artigo “Hoje é dia de Sinterklaas – datas festivas na Holanda

Eles podem ser comprados nos supermercados de setembro a dezembro. Nos demais meses do ano, só tem um jeito de comer pepernoten: preparando-os em casa.

O problema dos pepernoten é que você não consegue parar de comê-los. Eu estava cheia de boas intenções, planejei levar uma parte dos cookies para o trabalho, afinal de contas seriam muitos apenas para um casal, mas eles não duraram mais de 24 horas.

Deixe uma tijelinha com pepernoten na mesa e vá se deliciando com estes saborosos biscoitinhos acompanhado por uma xícara de chá ou café.

A receita que preparei levava o nome de pepernoten, mas não vou garantir que seja o pepernoten e não o kruidnoten. Seja lá o nome que tenha, uma coisa eu garanto, você não coneguirá parar de comê-los.

Se você gosta de especiarias, talvez goste também dos cookies de canela:

Cookies de Canela

Outras receitas podem ser encontradas através do Índice completo de receitas.

Pepernoten - Mini cookie holandês

Referências:

Para saber mais sobre as pepernoten e kruidnoten (em holandês):
http://nl.wikipedia.org/wiki/Pepernoot
http://nl.wikipedia.org/wiki/Kruidnoot

Bolo de banana com tâmaras e mel

Zemanta Related Posts Thumbnail
Bolo de banana com tâmaras e mel

Copyright © 2009 Carla Duclos

Quem me deu a dica desse bolo foi a Bailandesa. Estávamos na mesa de um restaurante numa tarde agradabilíssima e conversa vai, conversa vem, ela comenta que segundos antes de sair de casa havia tirado do forno e deixado esfriando sobre a bancada um bolo de banana que ela havia preparado. Bolo mais banana e eu já me interessei pela receita. Perguntei então mais detalhes sobre o bolo.

Ela diz: “Peguei a receita num livro holandês, desses baratinhos que você encontra em promoção na bancada das livrarias. As receitas parecem boas e ele contém fotos que ilustram bem o preparo. Fiz então esse bolo que o livro chamava de pão, mas era um bolo, de banana, com tâmaras e mel. Fiquei louca pra por canela na massa, mas a receita não indicava, decidi me segurar e seguir a receita. Vamos ver no que deu, vou descobrir quando chegar em casa“.

Pedi que ela me contasse o resultado depois. Logo mais fui informada que havia sido um sucesso e que a canela entraria na próxima vez.

Bolo de banana com tâmaras e mel

Copyright © 2009 Carla Duclos

A história daquele livro me pareceu familiar e desconfiei que talvez se tratasse de um livro que eu tinha em minha estante. O primeiro livro em holandês que comprei logo que chegamos em Amsterdam quando eu não lia uma palavra sequer da língua. Fomos passear numa livraria, achei esse livro na bancada em promoção. Era um livro com receitas de forno, folheei e gostei da aparência das receitas e das fotos que ilustravam o seu preparo. Daí a familiaridade quando ela me contou a história. E não é que era ele mesmo? Procurei até encontrar a receita que se encaixasse com a descrição que eu tinha do pão/bolo e ele tava lá, o tal do pão, ou seja, esse delicioso Bolo de banana com tâmaras e mel.

Apenas confirmei o nome do livro para ter certeza de que prepararia a receita correta e lá fui eu, poucos dias depois seguir e preparar minha primeira receita em holandês. O livro é o “Ovengerechten” (ISBN 9781405421287). Na Selexys que foi a livraria onde comprei, não o encontrei a venda no site. Localizei ele disponível para venda online aqui na Goedhart boeken.

Bolo de banana com tâmaras e mel

Copyright © 2009 Carla Duclos

Esse bolo é super simples de preparar e o sabor dele é riquíssimo. Ele é preparado a mão, não precisa de batedeira nem de nenhum equipamento especial. As tâmaras harmonizam muito bem com as bananas e o mel dá um sabor especial, mas sem se destacar demais sobre os outros ingredientes. Se você tiver dificuldades pra encontrar tâmaras, se não gostar ou quiser variar, acredito que outras frutas secas, eu usaria uva-passa ou ameixa-seca, caiam bem também. O próprio livro sugere isso como variação.

Adaptei um “pouco” a receita original. Decidi já colocar canela na massa e substituí a farinha branca por farinha 70% integral. A receita pedia farinha para pão com fermento, mas como eu tinha colocado na cabeça que era um bolo, não lembrei quando comprei os ingredientes e fui de farinha pra bolo mesmo. Além disso não uso farinhas que já vem com fermento, preparei a minha seguindo as orientações que encontrei no about.com (veja orientações abaixo). Além das farinhas eu coloquei 3 bananas ao invés de 2. Elas já estavam muito maduras e eu queria usar todas. Essa troca toda de farinha mais a canela e a banana extra não comprometeram em nada e o resultado final foi excelente.

Bolo de banana com tâmaras e mel

Copyright © 2009 Carla Duclos

O que quase comprometeu a receita foi eu ter colocado o bolo no forno, virado as costas, olhado pra mesa e visto a colher de sopa medidora e o mel intactos. Eu havia provado a massa e achado um pouco salgada o que se explicou rapidamente naquele momento. Não tive dúvidas, tirei o bolo do forno imediatamente, coloquei o mel, misturei na forma mesmo e retornei o bolo ao forno. Acho que salvei o bolo naquela hora e se não tivesse feito isso, teria dado PT no bichinho.

Segue a receita adaptada que preparei e em português.


Eet smakelijk!

Torta de banana

Zemanta Related Posts Thumbnail

Torta de banana - Banana pie

Essa torta de banana é uma receita de familia que me acompanha desde a infância. Nas reuniões familiares, o chá da tarde era o momento favorito e com ele vinham os pães, bolos e tortas. Comumente essa torta estava entre as delícias do café, preparada por minha mãe ou alguma de minhas tias. O fim dela era rápido, todos adoravam!

Chamamos ela de “tudo 1 farinha 2″, maneira fácil de memorizar os igredientes da massa. Muito interessante foi quando descobri que este método era usado no passado, pelo menos desde o século 18, para memorirar as receitas, pois muita gente não era alfabetizada e assim gravavam-se as quantidades dos ingredientes. Um exemplo é o “Bolo 1234″ que levava 1 xícara de manteiga, 2 de açúcar, 3 de farinha e 4 ovos. Há o registro dessa receita ao redor de 1877 no livro  “The Canadian Home Cook Book”. [1]

Além de fácil de memorizar, essa torta é extremamente fácil e rápida de preparar. Prepara-se a massa, espalha-se pela forma, corta-se e dispõe-se sobre a massa as fatias de banana e polvilha-se açúcar e canela. Forno e pronto, só servir!

Ela vai muito bem acompanhada de chá ou café.

Torta de banana - Banana pie

Torta de banana - Banana pie Torta de banana - Banana pie

Torta de banana - Banana pie Torta de banana - Banana pie

Sugestões de outras tortas e bolos

Outra torta que cai perfeitamente bem no chá da tarde é a torta de maçã holandesa, a verdadeira torta típica da Holanda.

Appeltaart - Torta de maçã holandesa

Outras sugestões são o Bolo de banana com tâmaras e mel e o Bolo de banana e aveia:

Bolo de banana com tâmaras e melBolo de banana & aveia

Você pode ver também as receitas com banana do Entre Panelas.

5.0 from 1 reviews

Torta de banana
 
Tempo de preparo
Tempo de cozimento
Tempo total
 
Receita de torta de banana da minha família mega simples de preparar.
Autor:
Tipo de receita: Doce, Torta, Sobremesa
Cozinha: Brasileira
Rendimento: 8
Ingredientes
  • 1 tablete (100 g) de margarina ou manteiga
  • 1 ovo
  • 1 xícara de açúcar (eu tenho usado ½ xícara de açúcar, pois prefiro a massa menos doce)
  • 1 colher de sopa de fermento em pó
  • 2 xícaras de farinha de trigo (usei farinha orgânica 70% integral)
  • 3 bananas grandes aproximadamente (A quantidade varia com o tamanho da banana e a sua preferência)
Modo de preparo
  1. Amasse com as mãos todos os ingredientes até obter uma massa unificada. (Não é massa do tipo farofa).
  2. Unte uma assadeira com margarina ou manteiga e farinha de trigo.
  3. Espalhe a massa no fundo da forma com as mãos. Pode deixar uma bordinha na lateral.
  4. Fatie as bananas ao longo do comprimento (não em rodelas).
  5. Espalhe as fatias de banana sobre a massa.
  6. Misture açúcar e canela e polvilhe sobre a torta.
  7. Leve a torta ao forno pré-aquecido a 200 graus C por cerca de 30/40 minutos (até que a massa na borda esteja dourada).
Notas
Observação: A xícara usada é xícara medida de 240 ml.

 

Para mais receitas, veja o índice de receitas do Entre Panelas.

Referências:

  • [1] Food timeline – Cake 1234: http://www.foodtimeline.org/foodcakes.html#1234cake