Soufflé de berinjela e o desafio Nigel Slater

Soufflé de berinjela

Escolhi um prato especial que preparei em 2009 para um desafio culinário para iniciar 2010. Foi um desafio muito legal que me deixou muito feliz e achei que era uma maneira boa de iniciar o ano. :)

O Desafio Nigel Slater

Livro Nigel Slater

A Valentina do Trem Bom lançou um desafio no espírito do lançamento de mais um livro do Nigel Slater de quem ela é super fã. O vencedor do desafio ganharia um exemplar do livro.

A proposta do desafio foi muito interessante. Um prato tendo um legume como ingrediente principal deveria ser preparado e esse legume tinha que ser plantado por você ou sua origem precisaria ser conhecida e contada. Foi realmente um desafio para mim, que infelizmente não planto (ainda) e tinha que descobrir a origem do legume que usaria.

Pensar num prato com um legume no centro foi outra coisa que gostei. Embora não seja vegetariana, gosto muito dessa culinária e tenho inclusive uma categoria de pratos vegetarianos publicados aqui no Entre Panelas.

Fui a única participante e ganhei o livro. Adorei, fiquei super feliz e não me importei em ter participado sozinha, pois o desafio em si foi muito bom, eu aprendi com ele e ainda ganhei o livro do Nigel Slater que é excelente, traz dicas sobre plantio e receitas que parecem ser ótimas.

Quero deixar aqui meu agradecimento à Valentina que foi muito querida, lançou o desafio, publicou meu texto com a receita e me enviou o livro acompanhado de um cartão muito fofo. Muito Obrigada!

O prato, a feira e sua história

Escolhi preparar um soufflé de berinjela que aprendi com minha mãe e é um dos meus pratos favoritos. O preparo dele é simples e o resultado delicioso.

Infelizmente não tenho nenhum espaço para plantar em casa. O apartamento onde moro não possui nenhuma área externa e dentro eu tenho dois gatos que não deixariam nenhuma planta sobreviver. Espero algum dia conseguir ter minha hortinha, mas por enquanto, o que faço é comprar sempre que possível produtos orgânicos e o mais local possível. Moro na Holanda, então minha prioridade de escolha são produtos holandeses, seguidos dos europeus e depois os extracontinentais. Apesar disso eu nunca havia ido atrás da informação de quem realmente produzia aquele alimento. A proposta desse desafio me motivou a buscar essa informação e eu aprendi com isso.

Berinjelas orgânicas

Eu havia pensado no soufflé de berinjela, mas não tinha certeza se seria possível mesmo prepará-lo. Decidi que compraria o legume em uma das feiras dos fazendeiros que tem aqui em Amsterdam, chamada em holandês de “boerenmarkt”. Há diversas delas aqui na cidade e a que visitei foi a do Nieuwmarkt. Essa feira é toda de produtos orgânicos. Nela encontramos verduras, legumes, cogumelos (há uma barraca dedicada só pra eles), queijos, carne, pães, conservas como azeitonas, tomate seco, e por aí vai. Além de ter algumas gostosuras pra comer na hora, como pãezinhos, tortas doces integrais, brownies. Uma tentação! Agradável passeio pra um sábado.

Há uma banca nessa feira que gosto muito e costumo comprar nela, pois os atendentes são muito simpáticos, conversam, te respondem o que você perguntar e fazem isso com toda paciência e sorridentes. Além disso, vendem produtos de excelente qualidade. Pensei que seria perfeito para conversar com um dos vendedores e perguntar sobre a procedência dos alimentos, o nome e endereço da fazenda, e ainda fazer minhas compras.

Feira de orgânicos do Nieuwmarkt - Amsterdam

Eu fui preparada para o interrogatório, quando dessa vez, ao me aproximar da barraca, me deparei com um panfleto, tamanho A4, colado em algumas partes da barraca. Li um pouco dele com o meu holandês básico e confirmei com o vendedor que se tratava de um panfleto sobre a banca, que continha além da breve história, o endereço para o site que conta a história deles e a origem dos produtos que comercializam. Quando o atendente viu meu interesse imediatamente me entregou uma cópia do panfleto. Achei o máximo.

Berinjelas orgânicas

O nome deles é “Versman” e o site infelizmente está apenas em holandês. A tradução de “Versman” para o inglês seria “Fresh man”, mas infelizmente fica horrível em português “Homem fresco”. A idéia contida no nome é boa, mas não funciona bem na nossa língua, onde a palavra fresco tem mais de um significado…

No site eles contam quem são, quais são e de onde vem os produtos, porquê eles trabalham com isso e os dados para contato indicando o endereço da fazenda. A produção deles é toda orgânica e além de comercializar o que eles mesmos produzem, eles vendem também os produtos das fazendas vizinhas, que eles chamam de “bio-buren”, “bio” de biologische (orgânico) e “buren” de vizinhos.

Eles ficam localizados numa cidade chamada Roelofarendsveen aqui na Holanda. É possível ver o endereço e o mapa na página de contato. Eles comercializam os produtos nas feiras em algumas cidades holandesas, dentre elas, a feira do Nieuwmarkt em Amsterdam, onde comprei as berinjelas para o soufflé.

Feira Nieuwmarkt Amsterdam 2008

Feira Nieuwmarkt em Amsterdam 2008 – Por Carla Duclos

Interessante que a feira do Nieuwmarkt também tem história. “Nieuw” significa “novo” e “markt”, “feira”. Essa feira acontece há centenas de anos na praça de mesmo nome, desde que o muro medieval da cidade foi derrubado em 1600. E por passar a existir depois da derrubada do muro, recebeu o nome de “Nieuw”. Nessa praça fica o “De Waag” que é uma contrução que parece um castelinho e era parte do antigo muro medieval da cidade de Amsterdam que está preservado até hoje. Quando o muro foi derrubado, ele virou uma casa de pesagens pra pesar os produtos que eram então comercializados na feira que acontecia ali. Para quem tiver interesse em saber mais veja o artigo “No rastro do antigo muro da cidade de Amsterdam” do Ducs Amsterdam.

É muito interessante comparar fotos antigas (início do século 20) do Nieuwmarkt com as atuais. Há uma foto do famoso fotógrafo amador holandês, Jacob Olie, de 1902, da feira do Nieumarkt.

Nieuwmartk Amsterdam por Jacob Olie - Novembro, 1902

Nieuwmartk Amsterdam por Jacob Olie – Novembro, 1902 – Foto em domínio público

O soufflé

E agora vamos ao soufflé. Ele é simples de preparar embora não seja rápido. Ele é preparado em partes, faz-se um refogado de berinjelas, depois um molho branco, bate-se as claras em neve e rala-se o queijo. Esses quatro se misturam no final e vão ao forno. Depois é servir com o acompanhamento de sua preferência. No dia em que preparei, estávamos sem arroz e fomos de couscous marroquino. Ficou ótimo!

Soufflé de berinjela

Soufflé de berinjela


Soufflé de berinjela

Como dizem os holandeses sempre ao se sentar à mesa: eet smakelijk!
Soufflé de berinjela

About Carla Duclos

Carla Duclos é uma brasileira morando em Amsterdam desde 2007. É formada em biologia e trabalha como administradora de sistemas Unix. Casada e mãe de uma linda garotinha. Apaixonada por Gastronomia, compartilha sua paixão e o que aprande aqui no Entre Panelas.

Comments

  1. O prazer foi meu. Amei a receita pois sou fã de berinjela, e a dica fica anotada para a minha visita a amsterda num futuro proximo. Mais feliz ainda fico de ver que o livro tem te sido útil. Feliz ano novo!!

  2. Carla, fiquei de olho nesta sua receita e hei-de experimentar. O livro do Nigel Slater não podia ser melhor entregue! :)

    Bj*

  3. Carla! Hummmm….Que delícia! Adorei, esse vai para o cardápio do fim de semana!
    Que legal aprender um pouco também sobre o que estamos cozinhando, não é? Parece que ficamos mais próximos, não sei bem o que é…eu também gosto!

    Parabéns e obrigada por compartilhar uma receita de família!

    • Oi Stefânia,

      Que legal, fico contente que tenha gostado. Se puder, me conte depois o que achou. :)

      É realmente legal sabermos um pouco mais da origem do que estamos comendo.

      Obrigada!

      Abraço,

  4. Carla, adorei essa receita. Eu tambem acompanho o Nigel no The guardian! Mas adorei saber mais sobre o teu NieuvMarkt. Alias, eu adoro Amsterdam e estou sempre procurando uma boa desculpa para voltar. Acho que esse mercado pode ser uma..rssrsrs
    Um beijo!

    • Oi Flavia,

      Legal que vc gostou. Eu não conhecia o Nigel Slater e adorei descobri-lo! :)

      Amsterdam é uma cidade muito legal, acho que o Nieuwmarkt é desculpa boa o suficiente! hehehe

      Obrigada!

      Beijo,

  5. moranguita says:

    nunca provei beringela mas olha que este soufle esta divinal.
    muitso parabens pelo livro
    beijinhos

  6. Ola Carla

    Sou Thais, moro em Brasília e farei uma viagem para Amsterdã em abril. Como gosto de começar a viagem pela internet, encontrei o site do seu marido e lógico o seu. No sábado passado fiz o sufle de berinjela, usei queijo coalho, ficou ótimo, parabéns. Todo dia dou uma passadinha no seu site para ver as novidades, em breve farei a torta de maçã.
    Um abraço

    • Oi Thais,

      Bem-vinda! Fico feliz que tenha encontrado e gostado dos nossos sites. Que boa notícia saber que você preparou o soufflé e que ele ficou ótimo. Muito boa a idéia do queijo coalho. Deve ter ficado super saboroso. :)

      Se puder, me conte depois também o resultado da torta. :)

      Obrigada!

      Abraço,

  7. Oi Carla que delícia essa beringela hennnnn,eu ador beringela e existe mil maneiras de faze-la com certeza essa vai ser uma delícia.Saudades.Que bom que em fevereiro nos veremos,beijos,sua madrinha.

    • Oi tia,

      Esse soufflé é muito bom! Aprendi com minha mãe, tinha que ser bom, né? ;)

      Também adoro berinjela! Prepararda de várias maneiras e essa é mesmo mais uma que fica uma delícia.

      Vai ser muito bom nos vermos em fevereiro. Estou com saudades! :)

      Beijos da afilhada que está longe fisicamente mas não de coração.

  8. Olá Carla. Eu sou gaúcha e estou morando na Suiça. Hoje eu não sabia o que fazer de almoço e comecei a vasculhar na internet. Acabei encontrando o seu site e a receita do sufflé, como eu só tinha uma beringela e duas cenouras eu fiz a substituição, ficou uma delicia!!! O queijo eu substitui por queijo de cabra que trouxemos de Portugal nas últimas férias. Parabéns!!!

  9. Olá, Xará!

    Pois bem , eis-me aqui de novo, em pleno carnaval, buscando receitinhas gostosas em seu blog ( isso é meio redundante porque todas que vejo o são! ) e lutando com essa conexão movida a lenha…parece que todo mundo que está em casa também se conectou e daí já viu, né?
    Indo ao que interessa, adorei a idéia do suflê de beringela, que, pra mim, é inédito. Adoro o legume e o como em qualquer forma, desde simplesmente grelhada até em receitas mais elaboradas como a Moussaka.
    Além dele, vou experimentar também a receitinha de cheesecake da Nigela que você postou recentemente e, claro, volto pra contar os resultados.

    Abraços carnavalescos ( de uma ex-foliã que, atualmente, só quer paz!).

    Carla.

  10. É uma maravilha. Eu preparei ontem mesmo para o meu marido e ele simplesmente amou! E ele não gosta de berinjela hein!!!! Muito obrigada! Essa receita irei guardar e usar muitas vezes….

Trackbacks

  1. [...] os mais variados pratos preparados com ela. Já publiquei aqui no Entre Panelas um estrogonofe e um soufflé de berinjela e hoje vou deixar aqui uma receita de antepasto que eu [...]

  2. [...] refeição em grande estilo. Uma é o estrogonofe de cogumelos, uma receita da Nigella e o outro um souffé de berinjela, receita da minha mãe e daquelas que conquista até os que não são muito fãs de [...]

  3. [...] Recentes Dicas de receitas para Sexta-feira Santa e Páscoa em Soufflé de berinjela e o desafio Nigel SlaterReceita de Berinjela recheada com atum em Sopa de frango, espinafre e noodle (com curry e [...]

Speak Your Mind

*